Arquivo de maio, 2012

A nova ortografia e a unificação da Língua Portuguesa

A nova ortografia e a unificação da Língua Portuguesa

O Novo Acordo Ortográfico muda 0,5% do total das palavras usadas no vocabulário brasileiro. Em Portugal, esse percentual sobe para cerca de 1,6% das palavras usadas, o que representa mais que o triplo de alterações. Isso explica a maior resistência dos portugueses na adoção da nova ortografia que, para alguns, é um mero “abrasileiramento” da língua, pois as bases da […]

Leia mais ›
Ideia sem acento?

Ideia sem acento?

Está correto, por mais estranho que possa parecer. O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 2008  eliminou o acento dos ditongos abertos éie ói das palavras paroxítonas (aquelas com acentos na penúltima sílaba, lembra-se?). O mesmo vale para assembleia, paranoia… Realmente será difícil nos acostumarmos com a nova grafia. Veja outras palavras: Regra antiga: platéia, idéia, colméia, boléia, panacéia, Coréia, […]

Leia mais ›
O verbo SOER

O verbo SOER

Você já ouviu falar nesse verbo? Como se conjuga? E, mais importante: o que significa? Muito utilizado por eruditos de antigamente, como Camões, hoje em dia parece até que é algo que está errado, ou não existe! Pois em textos cultos ele aparece com alguma regularidade, especialmente na área jurídica. E aí, já tem alguma ideia do que vem a […]

Leia mais ›
Pára ou para?

Pára ou para?

De acordo com o texto original de Migalhas (2012): 1) Com as alterações de grafia trazidas pelo Acordo Ortográfico de 2008, importa analisar se o acento agudo de pára (verbo) foi abolido ou continua existindo. 2) No passado, a regra era o emprego do acento agudo na forma verbal pára (flexão do verbo parar – ele pára), a fim de […]

Leia mais ›