Mezanino ou mesanino?

Bem, eu já vi escrito de três formas diferentes: mezanino, mezzanino e mesanino. Quando eu era estagiária, comecei escrevendo MESANINO… porém, a arquiteta Anna Godoy, então dona do escritório em Taubaté/SP, corrigiu-me dizendo: “É MEZANINO… não vem de MESA”. Dai, passei a escrever com Z, “ensinando” e corrigindo meus colegas da faculdade usando, inclusive, o mesmo argumento: “não vem de mesa…”
O pior é que na época eu desenhava tudo à mão, no papel vegetal com régua paralela, esquadros, caneta nanquim, usando “aranha” e normógrafos para escrever. Os cadistas mais novos não imaginam como era usar a “aranha” e uma gilete para raspar o papel vegetal quando a ponta da caneta nanquim escorregava para fora do normógrafo, riscando o desenho. Uma vez raspei tanto que furei o papel!! Haja habilidade manual para disfarçar o “furo” com fita crepe! Saiu uma pequena mancha roxa na cópia heliográfica! E pensar que ainda havia professores que eram contra o AutoCAD naquela época, assim como hoje alguns profissionais resistem à implantação da plataforma BIM.
Figura 1: Aranha (O Projetista)
Figura 2: Normógrafos – réguas com gabaritos de letras e números (Permuta Livre)
Figura 3: Escrevendo com caneta nanquim, aranha e normógrafos (JotaCanário)

Mas, voltando ao tema da postagem, o que vem a ser um mezanino? A definição mais criativa, concisa e fácil de entender foi uma que encontrei na seção de perguntas do yahoo: “É uma espécie de sacada de prédio que fica para o lado interno da edificação”. Veja algumas imagens:

Figura 4: Mezanino em ambiente corporativo (Lear Metal)
Figura 5: Mezanino em ambiente residencial (OLX – cidade de São Paulo)
Figura 6: Mezanino em madeira (Dicas de Decorações)

Por hoje é isto! Se tiver alguma sugestão de postagem, compartilhe na seção de comentários! 
Até a próxima! 

Comentários via facebook:

Mezanino não vem de mesa, vem de mezza (meio). É o andar baixo que intermeia dois pavimentos.

8 comentários

  1. Oi Rô, estou te seguindo amiga, beijos

    :)

  2. sautar disse:

    Olá Roberta, meu nome é Saulo de Tarso. Estou gostando muito das aulas e dos ‘blogs’. Comecei ontem (domingo, 26 de agosto)e assisti até a aula 07 de uma só vez, mas agora vou retornar à aula 05, criar os ‘layers’ e assistir uma aula por dia – olhando e praticando. Em ralação ao mezanino, gostaria de saber se ele é considerado área construída para pagar as taxas na prefeitura, especialmente quando é feito pelo aproveitamento de um sótão numa casa térrea com telhado de duas águas. O fato é que, na casa que pretendo construir, a cumeeira do telhado vai ficar bem no meio da sala de estar/jantar. Assim sendo, imagino que seria possível deixar estas salas sem laje-forro, construir uma laje-piso em cima da sala de jantar e sobre esta laje-piso construir um mezanino. Se eu fizer dessa forma terei que pagar imposto pelo mezanino?

    • Olá Saulo, bom dia!

      Todo espaço que tenha um piso e uma cobertura é considerado como área construída. O que você precisa pesquisar no Código de Obras e Edificações de seu município é o pé-direito mínimo considerado para sótãos e espaços privativos de pouco acesso, pois varia de uma cidade para outra. Em alguns locais, todo pé-direito superior a 2,40m é considerado como habitável e, portanto, área construída.

      Quase todas as prefeituras disponiblizam nos sites o Código de Obras e Edificações. Se tiver qualquer dificuldade, sugiro que faça a consulta diretamente no setor de Aprovações da Prefeitura de sua cidade!

      Muito obrigada por acompanhar os blogs!

      Roberta

  3. Marcos Santos disse:

    Boa tarde.

    Posso usar essas imagens de mezanino para um site que estou construindo?

    Em contrapartida coloco o link do seu blog.

    Seja qual for sua decisão, um abraço!

    Marcos Vieira

  4. REGINA PESSOA disse:

    Muito legal! Não sou arquiteta, mas vi o link por causa do meu irmão, que é arquiteto, o Sergio Pessoa Filho, que postou no Face… Parabéns!!! Nada como escrever certo! abraços

Escreva um comentário